Afinal, o que é a terapia de Bowen?

Esta é talvez a pergunta que mais vezes me fazem, mas é também aquela a que tenho mais dificuldade em responder! Porquê? Porque explicar a terapia de Bowen de forma clara e simples não é tarefa fácil! 🙂

A terapia surgiu em 1916, pelas mãos de um senhor osteopata australiano, de seu nome Tom Bowen. Este senhor foi percebendo que quanto menos pressão fazia e menos manipulava o corpo dos seus pacientes, obtinha melhores resultados. E pelos vistos estava certo, porque actualmente a terapia de Bowen é praticada em mais de 40 países!

A terapia de Bowen foi catalogada como sendo a terapia manual mais suave que existe!

Podemos começar por dizer que se trata de uma terapia holística, não invasiva, extremamente suave mas com efeitos profundos, potenciando a capacidade inata que o corpo tem de se equilibrar.

A cada minuto que passa, o cérebro envia ao corpo cerca de 600 000 sinais, provenientes dos órgãos sensoriais (língua, olhos, nariz, ouvidos e pele). É assim que sabemos o que estamos a ver, reconhecemos a nossa música favorita a tocar no rádio, ou sabemos que a comida não está do nosso agrado. É tudo obra do nosso cérebro 🙂

Durante uma sessão de Bowen, ao serem realizados pequenos e precisos movimentos sobre a fáscia (um tecido gelatinoso e elástico que se encontra sob a pele), ligamentos, músculos ou tendões, estamos a enviar informação sensorial para o cérebro interpretar. A sua resposta é enviar informação para o local onde estive a manipular e, frequentemente, as pessoas relatam um ligeiro formigueiro ou até a sensação de que os meus dedos ainda estão a trabalhar em determinado ponto. É realmente fascinante!

É por isso que existem pausas entre os movimentos – trata-se do tempo necessário para que essa informação seja recebida, assimilada e, dessa forma, obtermos uma resposta adequada por parte do sistema nervoso.

No final da sessão surge uma profunda sensação de relaxamento e bem-estar. Há pessoas que relatam logo um alívio da dor e aumento da mobilidade. Dependendo do problema de cada um e da forma como reagem à terapia, geralmente são precisas apenas 3 a 4 sessões para ver resultados.

Ainda tem dúvidas? Marque a sua sessão e comprove os efeitos 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *